CARTA AOS NÃO EMPATAS…

Aos não empatas… Sem vocês, nós não saberíamos de fato o que é ser amor!

De formas pejorativas ouvimos …”Como você é sensível”…”Como você é mimada (o)”… “Como você é melindrosa (o)”…”Como você chora á toa”…”Nossa, como você sabe disso, se eu não te falei nada?”…”Você é esquisita (o)”… E a lista segue e com ela, a nossa vontade de ser “normal” igual a vocês.

Mas não dá…nos desculpem! Ouvimos essas frases desde criança. Conflitos internos foram criados e nos perguntávamos,  “por que eu sou assim?”” Por que eu enxergo as situações, ambientes de forma diferente?” “Por que choro por qualquer coisa?” Por que?… Por que?… Por que?… Ouvimos somente os ecos dos porquês dentro de nossas cabeças, pois essas perguntas geralmente não são externadas para o mundo.

Ficam guardadas aqui dentro. “Já sou considerada fraca(o), perguntar isso então me fará ganhar o título de “ A (O) fraco do ano”.

Nos acostumamos a ser rotulados dessa forma e a sorrir o sorriso dos “normais”, mas dói aqui no peito, sabiam?

Em nós, temos a convicção, “não sou assim fraco”.

Se soubessem o esforço que fazemos para parecer que está tudo bem, está tudo dentro do “normal”  e o quanto isso nos desgasta, precisamos ser muito fortes.

Mas essa indiferença não habita em nós! Então, amigos não empatas, chegou o momento de lhes contar algumas coisas sobre nós. Sim, somos tudo isso que suas frases nos chamam, mas não dessa forma ruim. Somos criaturas mágicas, que por um cuidado a vocês, da nossa mãe natureza ou seja lá o nome que usem, fomos colocados junto a vocês.

Somos nós que fazemos as músicas…somos nós que dançamos as músicas. Somos nós que pintamos os quadros…somos nós que enxergamos a luz dada a vocês em fotografias. Somos nós que compomos o seus amores, dissabores, horrores… Somos nós que organizamos palavras em papéis em branco, de forma que se sintam narrados ou que lhes façam viajar, sonhar, chorar, sorrir… Somos nós que diante da sua timidez, subimos aos palcos para dar vida, as suas vidas! Somos nós que desenhamos os traços dos seus passos!

Sim…Somos fortes!

Sim…Somos guerreiros!

Sim…Somos a soma de tudo isso!

Entendam, somos sensíveis a tudo que nos cerca. Só assim podemos ser esses tantos citados. Entendam tudo… como sendo tudo mesmo! O modo como falam, o modo como se expressam, como agem, seus olhares, os seus sons.

Ambientes diferentes nos afetam.  o clima que muda, nos muda. Uma mensagem diferente no telefone (sim, nós sentimos de longe o como vocês estão lendo as entrelinhas).

Nossa fortaleza foi construída assim, desse jeito, desde que nascemos. Sentimos ao ver pessoas passando adversidades nas ruas, mesmo sabendo que não nos compete, mas somos capazes de sentir a dor alheia como nossa. Sabemos a resposta das perguntas, antes que nos digam (apenas esperamos a sua honestidade, que nunca vem), e acreditem queremos a verdade, pois a mentira nos corrói, não deixamos ela pra lá, porque somos sensitivos e não arrogantes. Somos viscerais!  Amamos muito e ferozmente, nos doamos de corpo e alma, e queremos receber nessa proporção…

Não nos tolham ou tentem nos mudar, pois assim, desligamos e viramos apáticos e todo o fogo, encanto que lhes atraiu até nós, se vão.

Empatas precisam de movimento em sua vida, sempre! Seja pra alegria ou para tristeza, mas nunca para a dúvidas, elas nos matam. Não nos peçam pra esperar, não nos peçam para sermos fortes, já somos do nosso jeito. Não nos peçam para sermos iguais a vocês, porque não somos. Não! Nós não somos iguais a vocês, e essa é a beleza, agradeçam por isso. Vocês tem a nós que vamos lhes ajudar, que vamos lhes ouvir, que vamos sentir suas dores como se fossem nossa, vamos lhes ajudar a encontrar uma solução para suas questões por sermos bons ouvintes. Suas histórias nos interessam verdadeiramente. E, mesmo cientes que depois as costas nos darão, saberemos como agir, nossa missão na vida é essa.

E agora amigos, cientes da nossa condição, ao nos dar as costas, tentem ser gentis pelo menos, vamos entender a verdade sempre, a mentira nunca!

Amamos animais e plantas de uma forma que vocês nunca saberão. E nunca compitam com eles…nunca. Eles sempre serão nosso amor incondicional. Animais e empatas tem uma ligação inexplicável. Bater de frente com isso só vai nos afastar de vocês. Amamos o sol, a chuva, o cheiro da terra molhada, o canto dos pássaros, um vento que bate diferente, o balançar das árvores, o lusco-fusco nos aconchega, os caminhos para nós sempre serão vistos como paisagens. Por isso que ao nos depararmos com as paisagens do horror, sofremos, pois nos sentimos integrados a tudo igual a um organismo e acreditem, vocês também são…

Amamos tanto, que amor para nós é tão vital como respirar, tomar água ou comer! E na mesma proporção que amamos, sofremos. É na mesma proporção! Sentimos dores físicas, enjoos, apertos estomacais que nenhum digestivo no mundo é capaz de amenizar, a não ser, receber amor.

E assim sendo amaremos e que ao terminarem de nos ler nessa pequena carta que nem de longe abrange de fato o que somos, possam mesmo assim, nos amar como nós lhes amamos. E se não puderem, tudo bem, mas por favor, saiam com delicadeza de nossas vidas, pois a sua ausência será sentida e seus rostos sempre serão recordados com carinho, não deixe que seja amargo.

Com amor…dos empatas!

https://youtu.be/0s1j32Crwhc

https://osegredo.com.br/carta-aos-nao-empatas/

Fonte: Rubia Zanettini – O Segredo

Anúncios

Ser empata é: amar, amar, amar

O que é ser empata na visão de Margareth Russa, uma linda explanação dessa vencedora, lutadora contra uma doença que destrói, machuca: o Câncer.

Mas sempre podemos vencer as melhores batalhas quando temos o amor como a fonte da vida, a mola que nos impulsiona para lutar contra todas as forças do mal.

Assistam e vejam o que é ser Empata!!!

Na melhor versão.

Fonte: A CURA DO CÂNCER POR MARGATH RUSSA

Experiência de Quase Morte (EQM) – Katia Di Giaimo

Aqui posso relatar um fato que aconteceu comigo, não de experiência pessoal de EQM, mas que assisti como uma espectadora da vida que sou, esses pequenos segundos que uma pessoa querida vivenciou e pude comprovar depois.

Eu estava em uma reunião espírita, na casa de uma amiga quando na finalização das preces em minha mente começou a passar um filme como mostra essa figura abaixo:Resultado de imagem para filmes

Nesta cena passavam várias pessoas, antepassados meus que já haviam partido deste plano físico, sendo que a última pessoa era uma tia minha que ainda estava viva, me preocupei com a visão que havia acabado de ter.

A reunião se encerrou e comentei tal fato com os membros do grupo espírita de amigos, porém, ao chegar em casa perguntei a minha mãe sobre essa tia especificamente, quis saber como ela estava de saúde e minha mãe nada pôde me informar.

As reuniões espíritas aconteciam aos domingos, na terça-feira da semana que se seguiu a minha visão, a tia que havia passado neste filme em minha memória, teve um infarto e foi socorrida por bombeiros, sendo levada ao hospital.

Foi socorrida a tempo e depois ela me contou que havia visto essa luz, que realmente havia tido uma experiência de EQM, eu fiquei toda arrepiada, impressionada com a lembrança do que havia ocorrido e relatei para ela minha visão.

Eu simplesmente naqueles poucos segundos pude ser espectadora dessa EQM que havia acontecido com ela.

Não desprezem suas intuições, suas visões mentais, elas são sinais de algo que não vemos fisicamente, mas que podemos interpretar através do nosso contato com esse mundo espiritual para lá de espetacular.

O que eu estava fazendo ali?

Não posso dizer, apenas que pude comprovar dentro de mim que entre a vida e a morte há muito mais do que podemos imaginar.

Assista esse vídeo!!!

Fonte: Fatos Desconhecidos

Entenda porque ser um Empata pode levar à fadiga adrenal, insônia e exaustão – Tradução Renata Sommer

Costuma-se dizer que, se tivéssemos mais abraços e menos armas, o mundo seria um lugar melhor. A sociedade viveu durante séculos rodeada de pessoas de bom coração, como Mahatma Gandhi e Madre Teresa de Calcutá, que foram muito além de seus semelhantes. Várias dessas pessoas seriam consideradas empatas e, sem elas, o mundo não seria um lugar tão brilhante e cheio de inspirações. Mas, a energia necessária para um indivíduo doar seu coração e sua alma para os demais vem com um preço, por isso, muitos empatas vem experimentando fadiga adrenal, exaustão e até insônia.

E se você acha que também doa o seu coração pode se encaixar nessa categoria, mas não se preocupe, há maneiras de se cuidar para garantir que isso não aconteça com você.

Primeiro de tudo, o que exatamente é um Empata?

É muito provável que você tenha encontrado um empata em algum momento de sua vida; talvez você tenha um em sua família. Os Empatas são uma categoria de pessoas altamente sensíveis, a ponto de absorver as emoções e/ou sintomas físicos de outras pessoas. Eles filtram o mundo através de sua intuição e têm dificuldade em intelectualizar seus sentimentos.

Traços comuns de um Empata:

⁃ Altamente sensível

⁃ Absorve muitas emoções

⁃ Muitas vezes introvertido

⁃ Altamente Intuitivo

⁃ Precisa de tempo sozinho

⁃ Oprimido em relacionamentos íntimos

⁃ Reabastecido na natureza

⁃ Sentidos Altamente Ajustados

⁃ Tem um coração enorme, mas muitas vezes se doa muito para outras pessoas

Para saber mais acesse o link:

https://empatas.com.br/2017/05/30/tracos-empatas-p-a-s-esponjas-katia-di-giaimo/

Embora todos esses traços sejam, normalmente, vistos como muito valiosos, eles podem causar muita pressão no indivíduo, tanto emocional quanto fisicamente.

Por isso, é mais provável que os Empatas venham a experimentar fadiga adrenal durante sua vida.

Mas o que é fadiga adrenal?

A glândula adrenal produz uma variedade de hormônios essenciais à vida. A fadiga adrenal refere-se à incapacidade de produzir um, ou mais, desses hormônios necessários como resultado de uma doença subjacente [2]. Isso acontece quando as glândulas supra-renais são incapazes de acompanhar as demandas da resposta de luta, ou fuga e, como resultado, elas são incapazes de produzir a quantidade adequada de hormônios para mantê-lo em perfeito funcionamento.

(basta acionar legendas e escolher o idioma)

Onde se localiza a glândula Adrenal?

Os sinais e sintomas da fadiga adrenal incluem:

⁃ Fadiga

⁃ Dores no corpo

⁃ Perda de peso inexplicável

⁃ Pressão sanguínea baixa

⁃ Tontura

⁃ Perda de pelos no corpo

⁃ Descoloração da pele (hiperpigmentação)

Os Empatas, em particular, estão em maior risco de fadiga adrenal. Conhecidos por assumir os sentimentos dos outros, quer queiram, ou não, passar tempo demais na presença de outros indivíduos pode, inadvertidamente, causar estresse no Empata. Eles precisam de muito tempo sozinhos para recarregar as baterias e se esse tempo não for alcançado, suas glândulas supra renais podem entrar em colapso e, eventualmente, ficarem exaustas.

Quando super estimulamos nossas glândulas supra renais, elas continuarão produzindo energia, o que causa um conflito quando tentamos dormir. Isso causa estresse excessivo nas glândulas supra renais, levando-as a queimar e a funcionar mal, deixando o corpo drenado. E, por causa disso, é muito importante que os Empatas possam ter bastante descanso, relaxamento e recuperação, e o mais importante, que descubram sua própria maneira de cumprir isso.

Atenção Empatas! Vejam como reverter a fadiga adrenal.

Ser empata e se importar profundamente com àqueles que estão ao seu redor é um presente que precisa ser nutrido. Se você não tiver certeza se entra na categoria de um Empata, assista ao vídeo a seguir para ver quantas qualidades dos Empatas se relacionam com você e, em seguida, estabeleça um plano para se manter feliz e equilibrado.

(basta acionar legendas e escolher o idioma)

Estabeleça limites em seus relacionamentos

Quer ajudem, quer não, os empatas tendem a absorver as emoções das pessoas que as cercam. Por causa de sua gentileza, pode ser difícil para um Empata afastar alguém em necessidade, mesmo que isso se torne prejudicial para si próprio. Para que um Empata se sinta equilibrado e evite a fadiga supra renal, ele deve encontrar uma maneira de estabelecer limites nos relacionamentos para o benefício de todos. Não é rude da sua parte ter tempo para si mesmo, e se as pessoas ao seu redor entenderem a sua necessidade de estabelecer fronteiras, todos irão se beneficiar disso.

Melhore a sua dieta

Pular refeições, comer junk food e exercícios excessivamente intensos farão com que suas glândulas fiquem sobrecarregadas. É importante manter uma dieta saudável, equilibrada e nutritiva, a fim de dar às suas glândulas supra renais a melhor chance possível de se recuperar. Além disso, evite o consumo de álcool e reduza a ingestão de cafeína e açúcar refinado.

Meditação

A meditação é uma ferramenta útil para permitir que qualquer pessoa faça o check-in com sua mente e corpo e se recupere. Para um Empata, que tende a carregar as emoções dos outros ao redor, cria um tempo para desviar a atenção para dentro, para se livrar das emoções dos outros. Tente incorporar 10 minutos de meditação, especialmente no final do dia, a fim de se limpar do estresse do dia e estimular um sono tranquilo. Há uma abundância de aulas de meditação online que você pode usar como um guia para ajudá-lo.

Contato próximo com a Natureza

Para um Empata, estar perto de pessoas constantemente e carregar suas emoções, pode ser exaustivo. Muitos Empatas gastam seu tempo próximo da natureza para se energizar e se livrar de sentimentos negativos. Quando estiver se sentindo sobrecarregado, reserve um tempo para sair e limpar a cabeça.

Quer você se identifique como um Empata, ou não, a saúde adrenal é importante para todos nós. A exaustão de nossas glândulas supra renais pode levar a uma infinidade de problemas em nossas vidas e podem nos impedir de viver nosso verdadeiro potencial. Nunca considere sua capacidade de se relacionar com as emoções dos outros como algo negativo, mas sim como um presente, e sempre certifique-se de encontrar maneiras de fazer o check-in para a sua própria cura.

Entender como funciona a empatia em nós, nos auxilia a ter uma jornada mais leve.

Compartilhe com ética mantendo todos os créditos

Tradução: Renata Sommer

Muita paz, luz e vibrações positivas

🙏🏻🙏🏻🙏🏻

O EFEITO ESPELHO DO EMPATA E POR QUE ALGUMAS PESSOAS INSTANTANEAMENTE NÃO GOSTAM DE VOCÊ – TRADUÇÃO VILMA CAPUANO

Todos nós já passamos por isso, estando perto de alguém que ou não gostou instantaneamente de nós, ou um ressentimento bizarro aparece de repente naqueles que conhecemos há algum tempo. Pode não haver razão clara para essa mudança em seu comportamento. Não importa se eles tentam esconder seus sentimentos ou não, um Empata pode sentir sua aversão e não se sente bem!

Alguém que não gosta de um outro é uma parte completamente normal e aceitável da vida. Somos todos diferentes e sempre haverá algumas pessoas com quem não nos damos bem, sejam Sensíveis ou não.

O que muitas vezes é desconcertante para o Empata é por que algumas pessoas agem de maneira anímica em relação a elas, quando sabem que são pessoas agradáveis e dignas de confiança.

Agora, além do fato de que algumas pessoas sempre vão querer tirar a luz daqueles que brilham, eu descobri que existem três outras razões pelas quais as pessoas se apreciam, ou não gostam, que são:

Os Empatas Agem Como Um Espelho

Sua Vibração É Muito Rápida

Sua Quietude É Erroneamente Interpretada

Refletindo de Volta

É comum as pessoas agirem de forma não autêntica. Elas escondem quem são porque não gostam de aspectos de sua personalidade. Um Empata tem a capacidade de refletir isso de volta para elas.

Há algumas que escondem aspectos de sua personalidade para manipular os outros. Mas a maioria que age de forma não autêntica o faz para se encaixar.

O medo de ser julgado pelo que não gostam em si mesmas, faz com que algumas pessoas usem uma máscara de inautenticidade. Mesmo aquelas de natureza Sensível colocam uma quando estão no mundo. Há alguns, no entanto, que nunca retiram a máscara, passando pela vida com uma identidade falsa.

Quando alguém fica frente a frente com um empata, não há como esconder esses traços ocultos; a máscara cai. Os traços que eles trabalharam duro para esconder ou negar agora são mostrados em sua face. Isso muitas vezes faz com que os sentimentos negativos sejam direcionados ao Empata.

Por estarem ao redor de um Empata pode emergir algo enterrado, e isso pode causar uma forte aversão em outros.

No entanto, o que aqueles que experimentam esse “ódio” não percebem é que a aversão intensa que eles têm em relação ao Empata é simplesmente um reflexo do lado sombrio deles. Qualquer coisa escondida é vista dentro do “Espelho do Empata”.

O Efeito De Espelho

Como o Empata adquire as emoções de outras pessoas, comportamentos ocultos e traços de personalidade verdadeira, podem aceitá-los e, assim, projetá-los de volta ao seu legítimo proprietário. Os Empatas podem usar a verdade de outras pessoas como a máscara em que se escondem; mesmo se elas não sabem que estão fazendo isso.

Qualquer coisa escondida, como uma insegurança, vergonha reprimida, culpa ou raiva, edifica mais o que é deixado enterrado. Se alguém tem características que não gosta em si mesmo, elas são lembradas quando estão na presença do Empata. Esta é uma das razões pelas quais os desagrados instantâneos podem se formar em direção a um Empata.

Se esta tem sido sua experiência, pode ser que você esteja refletindo para eles a verdade que eles negam. Ou poderia haver outro motivo …

Sua Vibração É Muito Rápida …

Assim como a necessidade de um Empata não é estar perto de pessoas que vomitam negatividade, há algumas que não suportam estar perto daqueles que vibram uma energia limpa.

Quando você trabalha em si mesmo e faz mudanças positivas em sua mente, corpo ou espírito, você se torna mais limpo e mais puro. Isso pode causar rejeição daqueles que precisam estar perto de vibrações de baixo nível.

Você também deve ter notado que, quando em um lugar emocionalmente baixo, alguns amigos preferem você desse jeito. No entanto, quando você faz mudanças e se coloca em um espaço de alta vibração, esses mesmos amigos não gostam disso. Eles podem tentar trazê-lo de volta e extinguir sua luz interior e felicidade.

Vibrar em um espaço mais alto pode repelir até mesmo aqueles que você ama. As pessoas sentem a mudança, seja visualmente aparente ou não. E eles percebem quando um outro mudou ou intensificou sua frequência.

Nem todo mundo está pronto para elevar sua vibração. Alguns ainda têm lições para aprender em seu nível e não estão prontos para avançar. E porque eles não estão prontos, eles podem tentar atraí-lo de volta para baixo.

Além disso, se você não mais se sentir ajustado em relação a eles, isso pode causar hostilidade em relação a você e outra razão pela qual eles o repelem.

Sua Quietude É Erroneamente Interpretada

Para aqueles de natureza insegura, os seus modos silenciosos, e às vezes distantes, são frequentemente vistos como uma forma de desrespeito ou desprezo.

Porque às vezes, você pode parecer indiferente, alguns podem considerar isso como um comportamento superior. Assumindo erroneamente que você acredita que está de alguma forma acima deles.

Normalmente, quando um Empata age de maneira silenciosa ou distante, é porque estão sobrecarregados.

Ao ter recebido muitos estímulos de seu entorno e precisar de recarga, o Empata não quer nada além de ser invisível para os outros.

E quando se encaminha para colapsar na exaustão, a última coisa com que um Empata pode lidar é alguém descarregando os próprios problemas, como muitos gostam de fazer. Até a conversa educada é demais para ele. Isto é frequentemente interpretado como uma rejeição ou um insulto.

Como os outros não sentem o que um Empata sente, é difícil para eles entenderem por que precisam se retirar do jeito que fazem.

Infelizmente, quanto mais inseguro é alguém, mais ele se ofende com os  modos silenciosos de um Empata. Se alguém enxergar você aparentando calor ou frieza, ele pode considerar isso como um desrespeito e rejeitá-lo como uma maneira de machucá-lo.

Então, se alguém desenvolver uma aversão em relação a você, sem uma boa razão, lembre-se de não levar para o lado pessoal. É apenas o espelho do trabalho de um Empata.

 Espero que isso ajude em sua jornada como Empata.

Tradução: Vilma Capuano

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos

Fonte: https://theknowing1.wordpress.com/2016/01/06/dont-like-what-you-see-look-a-little-closer-the-mirror-of-the-empath/

EMPATAS – TRAIÇÃO | SEPARAÇÃO – KATIA DI GIAIMO

image1

Para os Empatas, P.A.S. e os Esponjas viver um conflito como a traição, ou separação é algo tão avassalador que chega a sufocar realmente, porque além de todo sentimento que está rolando internamente, ainda há o conflito externo de todos os envolvidos e as energias emanadas e sentidas.

Já que os sensitivos assimilam, sabem e sentem tudo aquilo que está envolvido nos bastidores, naquilo que as pessoas normais não sentem, naquilo que não é explicito e aparente justamente porque sentimos e captamos o que acontece no campo energético do outro.

Quando uma traição ou separação acontece, os empatas não entendem esse sentimento de desamor, porque houve essa troca?

Já que emanam sempre o melhor que possuem e passam a se perguntar o que fizeram de errado?

Jamais culpam o outro, procuram dentro de si aonde foi a falha.

Pode-se neste momento entrar na vitimização, que machuca e destrói ainda mais ou iniciar um processo de cura interior, buscando respostas que podem auxiliar no crescimento interno e expansão da própria consciência.

Compartilho também um texto que gostei muito do Helio Couto sobre os relacionamentos afetivos.


Relacionamentos Afetivos e Zona de Conforto
Se existe uma área onde a zona de conforto é destrutiva ao máximo é nos relacionamentos afetivos. Como neste caso a dinâmica de crescimento de duas pessoas está envolvida, os dois precisam crescer com a mesma velocidade.
Isso raramente acontece.
As pessoas não percebem onde estão quando se encontram; numa situação em que há o Princípio da Incerteza em ação. Posição e Momentum.
A Posição mostra como a pessoa está vivendo. Qual sua situação mental, emocional, financeira, profissional, afetiva, etc. Mas, não sabemos qual seu Momentum, sua velocidade de crescimento em todas essas áreas.
Quando o momentum de um é maior do que o do outro eles podem conviver por algum tempo sem problemas aparentes. Esse tempo é normalmente curto. Hoje em dia em dois ou três meses já se consegue avaliar isso e os relacionamentos acabam. Se dura mais que isso é porque um dos dois resolveu “empurrar com a barriga”. Porém, quanto mais tempo passa, mais distantes ficam um do outro. É que o momentum diferente faz isso inevitavelmente. Pensem em dois ângulos diferentes de crescimento e verão a distância entre os dois depois de um tempo.
No inicio quando se encontram compartilham durante um tempo uma determinada posição. É uma faixa pequena de espaço, que logo desaparece à medida que o momentum de um dos dois se acelera. E isso acontecerá de uma forma ou de outra, a não ser que os dois criem uma hierarquia entrelaçada, onde se estimulam mutuamente à crescerem juntos. E a resposta de ambos é de dar o máximo de si mesmos no seu crescimento pessoal. Assim eles entram no mesmo momentum e isso pode ser perpetuado.
Caso ambos pensem em “empurrar com a barriga”, a ação dinâmica do Universo fará com que se mexam. É o que se chama Teoria do Caos. Então um dos dois começa a crescer. O universo é um local de crescimento frenético. Ir contra isso é arrumar problema com certeza.
Existe ainda uma outra questão. O Princípio de Equidade. Estudos dos psicólogos americanos constataram isso. Classificando-se os dois numa escala de 1 a 10, não pode haver diferença maior que dois pontos entre ambos. Se isso acontecer o relacionamento é inviável.
Desta forma é preciso verificar que a distância é maior que dois pontos em cada área de vida: mental, emocional, profissional, educação, espiritual, afetiva, etc. Porque na média pode dar dois pontos, mas se existir uma diferença muito grande em alguma das áreas o relacionamento ficará comprometido.
Por que o momentum acaba com os relacionamentos? Por causa da zona de conforto.
O fato das pessoas não darem o melhor de si mesmas em tudo que é preciso fazer, causa essa diferença. Na prática como isso funciona?
É preciso ler livros de várias áreas simultaneamente. Livros difíceis.
Refinar e limpar o emocional sem parar, eliminando os bloqueios, traumas, nós, tabus, preconceitos, auto-sabotagem, paradigma irreal, etc.
Unindo-se ao Todo cada dia mais.
Deixando o ego de lado cada dia mais.
Pensando no bem do outro mais do que no próprio.
Dando mais do que recebe.
Crescendo afetiva e sexualmente sem parar.
E aqui temos um grave problema até hoje não resolvido pela humanidade. Se existe tabu é esse. E por que isso é tabu? Porque é aqui que está a afetividade e o amor. É preciso dar. É preciso baixar os escudos. É preciso ser humano. É preciso pensar no prazer do outro. É preciso fazer com amor e não mecanicamente. É preciso aprofundar o sentimento cada vez mais. A intimidade tem de crescer sem parar.
O que vemos hoje na humanidade? Uma relação sexual termina quando um dos dois tem um orgasmo! E como são necessários apenas alguns minutos para que isso aconteça vocês já sabem como fica a afetividade. Zero! Essa é a norma.
Todo terapeuta que escuta a verdade que seus clientes contam constata isso. O resto é a mentira social. Essa é a verdade nua e crua.
E isso contamina todo o resto da vida da pessoa. Pensa-se que as áreas são independentes. Posso viver sexualmente de um jeito e profissionalmente de outro. Na verdade tudo está interligado e quando uma coisa não vai bem ela afetará todo resto. Ou evoluímos como um todo ou temos problemas.
Vocês podem ver o estado da humanidade hoje e o tabu sexual que existe. É uma coisa só. Toda essa crise em todas as áreas e o problemas afetivo/sexual são uma coisa só. Por isso está tão difícil resolver a crise. Por isso existe tanta resistência em resolver os problemas. Porque nesta área quem quer mexer?
Enquanto a humanidade não enfrentar isso de frente, soltando todos os tabus e preconceitos não haverá solução, porque não haverá amor real entre os humanos. Fazer amor tem uma função muito maior do que se pensa hoje. As energias envolvidas são sagradas. São divinas. É preciso urgentemente rever esses conceitos. O sexo é sagrado. Tem de ser feito como um ato divino. Entre duas centelhas divinas.
E o que faz uma centelha divina? Ela se doa sem parar.

Gravei um vídeo falando sobre traição e a separação, confiram.
Bom domingo a todos!!!

Fonte: Hélio Couto

Lei da Atração | Energia Sexual | Amor – Katia Di Giaimo

Você acredita em alma gêmea, metade da laranja, tampa da panela?

Se acredita, está na hora de parar de se projetar nos relacionamentos e nas pessoas e cuidar mais de você.

Quando estamos apaixonados, acreditamos que aquilo que estamos sentindo vai durar para sempre e com o passar do tempo você percebe que aquilo tudo que sentia não era algo tão eterno assim, porque as coisas mudaram, a paixão acalmou e o que restou foi um sentimento profundo de amor pelo outro.

Kintsugi (emenda de ouro)

Não é aonde você vai chegar, mas o caminho que você percorre junto com o outro.

São as rachaduras, são as quebras e cada conserto que fazemos no relacionamento é que fazem a nossa verdadeira história.

Que muitas vezes pode ter sido quebrada sim e não escondemos isso, nem trocamos a porcelana por outra nova. Ao contrário pintamos ela com ouro para realçar e intensificar que valeu a pena o conserto que fizemos e o “reparo” mostra que ficamos bem no final.

Quem não tem cicatrizes não tem história.

Uma relação plena, onde existe uma afeição sincera, transcende o tempo, a vida, as encarnações, porque não estamos somente atrelados aos sentimentos da paixão, essa acaba em pouco tempo.

Espero que gostem do vídeo que preparei falando um pouco sobre a lei da atração, energia sexual e amor.

Fonte: youtube.com/katiadigiaimo

Pessoa Esponja – Por Hugo Lapa

PESSOA ESPONJA

Não é novidade para muitos estudiosos do espiritualismo a existência de indivíduos que possuem grande sensibilidade, e por isso acabam captando as vibrações que emanam do ambiente e das pessoas. Pessoas assim são chamadas de “esponjas”, pois têm um comportamento parecido com a esponja, ou seja, têm a capacidade de sugar o líquido que entra em contato com ela. Alguns chamam isso de “efeito esponja”, o processo de absorver do ambiente e de alguém seus fluidos, suas energias e vibrações, em especial as negativas e desarmônicas.

Há pessoas que frequentam certos ambientes e após algum tempo sentem-se carregadas de energias intrusas, como se elas tivessem extraído do ambiente uma parte das vibrações que ele contém. Alguns pesquisadores afirmam que essa atração energética ocorre principalmente por intermédio do chakra do plexo solar. Isso por que esse centro de força é responsável por captar e distribuir as energias vitais em nosso corpo. Nesse processo, ele também capta e distribui as energias negativas que são assimiladas em certos locais, sejam igrejas, instituições públicas, residências, cemitérios, ou qualquer outro lugar.

Ao ter contato com qualquer pessoa ocorre o mesmo: podemos nos sentir cansados, irritadiços, com mal estar ou sonolentos, podemos sentir um formigamento percorrendo nosso corpo, ou ainda sentir que nossa energia foi exaurida e que ficamos com o pior que havia naquela pessoa. O outro sente-se bem e o “esponja” sente-se muito mal. Por outro lado, é bem possível que o indivíduo esponja seja muito necessário em nossa sociedade, pois se não fosse sua capacidade de captar e eliminar alguns fluidos emanados de ambientes e pessoas, haveria demasiada concentração de energias negativas num dados ambiente, e este se tornaria muito difícil de ser frequentado.

Há necessidade de pessoas que passem de local em local assimilando e drenando essas vibrações, caso contrário, alguns ambientes conteriam uma excessiva carga negativa, e seus habitantes estariam fadados a complicações e até enfermidades. Por esse motivo, algumas pessoas vêm ao mundo com essa missão de sugar e transmutar essas energias deletérias, e com isso assimilar os problemas dos outros e aprender alguma coisa com isso. Quando um indivíduo esponja assimila as energias negativas de outrem, ele está tomando para si, ao menos em parte, um pouco da experiência do outro. Dessa forma, ele pode se colocar no lugar do outro e sentir o que o outro sente, mesmo que apenas por alguns momentos. Isso o ajuda a assimilar experiências e conseguir se libertar delas. Além de ajudar outras pessoas, ele aprende muito com isso. No entanto, é muito importante que essa pessoa, muito sensível, se torne capaz de não apenas captar as vibrações alheias, mas também anulá-las, expeli-las, eliminá-las, ou mesmo transmutá-las, o que seria o mais recomendável. Em suma, o efeito esponja pode ser muito positivo quando a pessoa aprende a transmutar essas energias, pois pode ajudar muitas pessoas; por outro lado, pode se tornar uma desgraça quando ela se identifica com os problemas dos outros e toma tudo para si, sem conseguir transformar essas energias em algo positivo e elevado.

Alguns terapeutas padecem dessa missão. Ao entrar em contato com os clientes, fazer uma imposição de mãos, ou mesmo apenas dialogar com eles, sentem que, ao final da intervenção, estão exaustos e acabaram ficando com boa parte da energia que originalmente era do atendido. Isso ocorre principalmente com pessoas que trabalham práticas de cura por imposição de mãos. As mãos podem emanar energias benéficas e elevadas, mas também podem ajudar a aspirar ou chupar as mazelas e aflições de outros. O terapeuta atento e bem treinado precisa saber como transmutar esta condição para que não fique retendo as moléstias de outrem.

Alguns mestres espirituais mais desenvolvidos espiritualmente são capazes de haurir as energias dos outros, e até mesmo trazer para si suas enfermidades. No livro “Vivendo com os Mestres do Himalaia” Swami Rama conta que, certa vez, seu mestre foi chamado para tratar um caso de lepra que estava quase tirando a vida de um menino da região. Seu mestre havia enviado o discípulo, o próprio Swami Rama, mas ele foi incapaz de tratar o garoto. Então o mestre foi ao local e se postou diante do menino. Repentinamente, a doença do menino foi desaparecendo e o mestre começou a apresentar os mesmos sintomas. O mestre então saiu do local e colocou as mãos sobre uma árvore, passando para ela a doença. A árvore pereceu e o mestre voltou ao local onde estava a criança. Todos puderam observar que a criança já não mais apresentava os sintomas da doença, e foi diagnosticada como curada.

Outro caso de uma pessoa que parecia absorver dos outros suas moléstias era o Padre Pio de Pietrelcina. Dizem que Padre Pio fez um pedido a Jesus desejando que lhe fosse dada a graça de pegar para si mesmo o sofrimento dos outros. Após esse dia, Padre Pio ficava constantemente doente, e começaram a aparecer em várias partes da Itália casos de pessoas que haviam sido supostamente curadas após orar pedindo ajuda ao Padre. Aparentemente, Padre Pio era capaz de absorver o sofrimento e a doença dos outros e senti-los em si mesmo, e assim, trabalhava essas moléstias em seu interior e ele mesmo se curava.

Esses exemplos servem para ilustrar como é de fato possível uma pessoa chupar, sugar e reter as energias externas, de lugares e pessoas. Isso é particularmente verdadeiro dentro de uma família. Um dos membros de uma família pode ser um sensitivo com essa incrível capacidade, e pode não apenas tomar para si as energias dos familiares, como concentrar nele mesmo toda a problemática do seu núcleo familiar. É muito possível que alguns familiares sintam isso e inconscientemente passem a depositar neste elemento todas as dificuldades e turbulências que caracterizam o drama familiar. Neste caso, o familiar pode começar a ser colocado na posição de bode expiatório, e tudo de sórdido e disfuncional que há na família seja transferido para um membro, geralmente o mais fragilizado e mais sensível. De qualquer forma, não se deve acreditar que toda pessoa com sensibilidade do tipo “esponja” seja necessariamente transformada no bode expiatório, mas algumas vezes isso acaba ocorrendo.

O fato é que há elementos de uma família que são transformados no depósito de todo o lixo emocional de uma família, e isso acaba os prejudicando severamente e pode até mesmo abrir caminho para doenças e quadros sintomáticos de transtornos mentais. Isso ocorre por que os familiares não desejam admitir seus problemas, seus desgostos, os dissabores de sua vida, e mesmo sua infelicidade, e por isso passam a jogar tudo numa só pessoa, e fazê-la como bode expiatório, ou como depósito do lixo emocional familiar. Fazem dela o responsável por tudo o que lhes ocorre de ruim, e por isso colocam-no numa posição de inferioridade diante dos demais. Há também familiares que se aproveitam da fragilidade de alguns parentes para auferir alguma vantagem dele, seja financeira ou emocional, exercendo um poder e usando a pessoa como suporte que os impede de decair e ir para o fundo do poço (onde provavelmente já se encontram sem saber).

Algumas pessoas desejam colocar o outro para baixo para se sentirem por cima. Ao invés de se erguerem com suas próprias pernas, com seus próprios meios e recursos, eles recusam esse esforço e passam a desejar rebaixar o parente para que possam sentir-se, ou ter a ilusão de estarem por cima. Nem é preciso dizer que isso é um dos caminhos mais rápidos para a frustração, posto que ilusoriamente estamos nos valendo de nossa posição e da fraqueza do outro para deter o controle de nossa descontrolada e turbulenta existência.

Fonte: https://hugolapa.wordpress.com/2012/04/13/pessoa-esponja/