Estude, você vai precisar – por Katia Di Giaimo

Quando se tem parapsiquismo e não tem o conhecimento necessário, neste caso o “ESTUDO”, a leitura, não existe fórmula mágica da espiritualidade para encontrar em você as respostas necessárias, é como ir a uma biblioteca e não encontrar o livro que estava procurando.

Melhor ainda é encontrar o livro, mas ele não ter conteúdo, ou as letras terem se apagado.

Algumas pessoas procuram centros espíritas, querendo que os centros façam milagres, querem que os centros lhes coloquem poderes mágicos que as façam ter “superpoderes” e as façam ser “super médiuns”, que os espíritos façam lindas explanações da espiritualidade, mas elas não leem nada a respeito do mundo espiritual.

Não existe mágica na espiritualidade, se nós não fizermos a nossa parte, nossos amigos espirituais não conseguirão fazer comunicação através de um médium que não sabe absolutamente nada da espiritualidade.

A não ser que ele se torne uma marionete, um boneco ventríloquo, e aí, existe um grande perigo neste tipo de mediunidade, pode se tornar alvo de espíritos obsessores.

Nossos amigos espirituais / amparadores encontram então outras pessoas mais gabaritadas para o trabalho a que estão pretendendo, porque eles trabalham com pessoas que também se esforçam aqui.

Não é nada milagroso, é tarefa, é trabalho árduo dos dois lados, nos dois mundos.

Então, quando você se propõe a estudar,  e se coloca a disposição da espiritualidade não como curiosidade, mas com a seriedade que  eles necessitam, o amparo se faz presente e um mundo que era invisível se descortina para aquele que resolve realmente aprender, estudar.

O amparo vem como uma avalanche, você começa a querer devorar livros e adquirir conhecimentos.

E você se pergunta porque perdeu tanto tempo, o que estava fazendo até agora que não leu e não aprendeu o que precisava?

Se não fosse pela Empatia, talvez não tivéssemos chegado até aqui, não tivéssemos sofrido na pele, se não sentíssemos o outro como o Empata / Sensitivo / Médium Esponja faz tão bem e naturalmente, talvez nem tivéssemos notado o outro, mas por incrível que pareça nós sentimos em nós, e sabemos o que eles passam e por este motivo viemos assim, para descobrir através do outro quem NÓS verdadeiramente somos.

Dentro de você, existe uma memória de várias existências já vividas, para ter acesso a elas, precisará se libertar de muitas coisas, começando pelas vitimizações, passando pelos egocentrismos e se libertando das vaidades, descobrir quem você foi não para se valorizar e se vangloriar, mas para remendar a colcha envelhecida, para consertar os buracos que ficaram abertos, e quem sabe resolver traços que ficaram mal resolvidos lá atrás, e que hoje você tem condições de consertar.

Bendita empatia!

Anúncios

Saulo Calderon responde minhas perguntas

Neste vídeo Saulo responde duas perguntas minhas, sobre as Pessoas Empatas e sobre a Ectoplamia e a saúde, adoro as explicações dele e compartilho com vocês os trechos de duas FAQs que postou.

Aqueles que não conhecem o Saulo Calderon, tem um trabalho lindo na internet, tudo de forma gratuita sobre Projeção Astral e foi com ele que aprendi muitas coisas, fala de espiritualidade com simplicidade de forma adorável.

Aconselho conhecerem o canal do Saulo Calderon, deixarei um link abaixo  para que possam acessar e conhecer o belíssimo trabalho que faz.

Se quiserem assistir as FAQs na íntegra encontrará no YouTube, são as de número 339 e 382, todos os assuntos abordados são excelentes.

Fica a minha dica neste feriadão de finados.

E vocês, já fizeram as suas preces para os antepassados?

Gratidão eterna, pois graças a eles que nos antecederam estamos aqui, cumprindo a nossa missão de vida.

Namastê!!!

site do Saulo Calderon: http://www.viagemastral.com

Links das faqs na íntegra:



Fonte: https://www.youtube.com/user/saulocalderon

Limite do Assistido – Malu Balona

Não há motivo para convencimento aqui, no ser EMPATA, acredite, não há “especialidade”…nem ser especial, apenas há um dom de ler o outro de forma a ajudá-lo, pense na empatia como forma de assistência, pense que através da assistência você poderá modificar essas sensações que sente.

De qualquer forma, se viemos com esta configuração, porque viemos assim já pensou nisso?

Porque sentir as pessoas de forma tão perfeita?

Sentir com nosso sentimento e até com nosso corpo físico?

Será que não é para termos uma leitura do que o outro está realmente sentindo e poder vestir-se do outro, para então encontrar o “medicamento” certo para auxiliá-lo?

Resta-nos compreender como e quando amparar, qual dose devemos colocar em cada auxilio que fizermos.

Mais uma explanação sobre os assistidos, para quem é empata, sensitivo ou médium esponja, vale ter o foco na assistência espiritual e mais ainda a compreensão de que ajudando o próximo nos fortalece e modifica muito nosso padrão vibratório.

Trabalhar energeticamente é tarefa constante, mas dar assistência ao outro é requisitar trabalho mais elaborado do alto, auxilio específico e de alto padrão.

Quando evocamos esse auxílio do alto em assistência espiritual, somos amparados  por uma equipe extra física.

Na Tertúlia de Málu Balona 3402 em Limite do Assistido, ela fala algo que vou guardar por muito tempo.

O auxílio ao outro se resume no contexto abaixo:

HÁ QUEM PODE E NÃO QUER

HÁ QUEM QUER E NÃO PODE

HÁ QUEM NEM PODE E NEM QUER

E HÁ QUEM NEM SABE O QUE QUER

Vale a pena assistir o recado que esta grande pesquisadora e autodidata da conscienciologia nos passa.

Fonte: Tertuliarium

Você acredita na existência de vida após a morte? – Katia Di Giaimo

Quantas vezes não questionamos de onde viemos e para onde estamos indo, ou ainda qual o sentido da vida?

Ao ler o texto abaixo fiquei pensando no quanto somos descrentes, que sempre precisamos ver para crer…experimentar para ter certeza.

O milagre da vida física é tão maravilhoso, quanto a eternidade do espírito.

Quantas experiências já tivemos e trazemos guardadas em nossa consciência por vidas e vidas?

Somos a somatória de todas elas, unidas numa só consciência.

E quando você tem certeza de que a vida continua, tudo fica mais simples e leve, a vida em si parece ter uma proporção e grandeza muito maior.

Esse texto me fez pensar no meu círculo de amizades e até de parentes próximos, nem todos acreditam, pareceu muito com a “conversa” destes dois bebês no ventre da mãe.

Por mais provas que existam de experiências de projeção ou viagem astral, EQMs – experiências de quase morte, TCI – transcomunicação instrumental, ou tantas provas que já existem, as pessoas continuam duvidando da vida após a morte.

Eu falo brincando que se Jesus voltasse realmente à terra, muitos iriam dizer que é Fake News…

Então fica um cantinho reservado aqui dentro da minha consciência e meu coração, a certeza e a confiança que ao partir da terra, há um outro lugar nos aguardando…

Pessoas que nos antecederam nesta viagem, vivas em espírito torcendo pela nossa vitória nesta jornada terrestre.

Muita paz, luz e vibrações positivas 🙏🏻🙏🏻🙏🏻


No ventre de uma mãe havia dois bebês. Um perguntou ao outro:

“Você acredita em vida após o parto?”

O outro respondeu: “É claro. Tem que haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que virá mais tarde.”

“Bobagem”, disse o primeiro. “Não há vida após o parto. Que tipo de vida seria esta?”

O segundo disse: “Eu não sei, mas haverá mais luz do que aqui. Talvez nós poderemos andar com as nossas próprias pernas e comer com nossas bocas. Talvez teremos outros sentidos que não podemos entender agora.”

O primeiro retrucou: “Isto é um absurdo. Andar é impossível. E comer com a boca!? Ridículo! O cordão umbilical nos fornece nutrição e tudo o mais de que precisamos. O cordão umbilical é muito curto. A vida após o parto está fora de cogitação.”

O segundo insistiu: “Bem, eu acho que há alguma coisa e talvez seja diferente do que é aqui. Talvez a gente não vá mais precisar deste tubo físico.”

O primeiro contestou: “Bobagem, e além disso, se há realmente vida após o parto, então, por que ninguém jamais voltou de lá? O parto é o fim da vida e no pós-parto não há nada além de escuridão, silêncio e esquecimento. Ele não nos levará a lugar nenhum.”

“Bem, eu não sei”, disse o segundo,” mas certamente vamos encontrar a mamãe e ela vai cuidar de nós.”

O primeiro respondeu: “Mamãe, você realmente acredita em mamãe? Isto é ridículo. Se a mamãe existe, então, onde ela está agora?”

O segundo disse: “Ela está ao nosso redor. Estamos cercados por ela. Nós somos dela. É nela que vivemos. Sem ela este mundo não seria e não poderia existir.”

Disse o primeiro: “Bem, eu não posso vê-la, então, é lógico que ela não existe.”

Ao que o segundo respondeu: “Às vezes, quando você está em silêncio, se você se concentrar e realmente ouvir, você poderá perceber a presença dela e ouvir sua voz amorosa lá de cima.”

Este foi o modo pelo qual um escritor húngaro explicou a existência de Deus.

O que você está plantando?

Um antigo provérbio diz: “Se semeio urtigas, não posso colher rosas”.

É através das minhas ações que o mundo reage a mim.

Elas plantam as sementes do meu futuro.

Se tenho atitudes raivosas, obtenho respostas raivosas.

Se desempenho ações pacíficas, os resultados são pacíficos.

É através das ações que eu crio fortuna ou infortúnio.

Deveríamos deixar que todas as nossas ações fossem para edificar ao invés de violentar.

Brahma Kumaris

Porque devemos perdoar – Mestre Choa Kok Sui

Sempre que ouvia a palavra perdoar, algo dentro de mim não encontrava uma explicação lógica para o perdão…

Perdoar outra pessoa me colocava acima dela, ou melhor que a outra pessoa e eu pensava dentro de mim, quem sou eu para perdoar?

Não sou mais e nem melhor que ele/a.

Mas as palavras e ensinamentos do mestre Choa me fizeram compreender o perdão em sua magnitude.

Quanto mais ficamos conectamos a outra pessoa pela raiva, ódio, magoa, mais atados estamos ao outro.

O perdão então, serve para cortar os laços de conexão que fizemos, desatando os nós e nos libertando desta amarra que criamos energeticamente.

Pelo Mestre Stephen Co (de palavras e ensinamentos de GMCKS):

“Se você não perdoa, fica pensando na pessoa que a machucou e fica obcecado por ela. Quando isso acontece, um cordão seu se conecta ao plexo solar dele. Mesmo que ele tenha te machucado, à medida que você se torna obcecado por ele, é você quem cria o cordão, e isso é culpa sua.

Ao conectar-se com o plexo solar dele, você pensa ainda mais e começa a falar e a se comportar como ele.

Com os ensinamentos espirituais adequados, você entende o que está errado e, mesmo que seja difícil, você o perdoa, se desconecta e tem paz interior.

É por isso que os ensinamentos espirituais não têm preço.

“gratidão meu Guruji Master Choa por tantas técnicas e ensinamentos que nos é passado dentro dos cursos dessa escola sensacional”.

#energy #gmcks #terapiapranica #pranichealing

Osho já conhecia mecânica quântica?

VIDA, CRIAMOS A PRÓPRIA VIDA

Criamos continuamente possibilidades em torno de nós, mas nos surpreendemos quando elas acontecem.

Vigie bem suas idéias e observe como elas criam sua vida. Se alguém pensa que é um fracasso, que não vai fazer nada na vida… Realmente, essa pessoa não irá fazer nada porque sua idéia está criando essa realidade!

Quanto mais ela achar que não,

Cria-se um círculo vicioso!

Quem pensa que vai ter sucesso, é bem-sucedido.

Experimente e você ficará admirado; algumas vezes, nem vai acreditar.

Se um homem pensa que jamais encontrará um amigo, ele não encontrará.

Ergueu em torno de si a muralha da China. Não está disponível e pronto! Ele precisa provar que sua idéia está certa e… Mesmo que alguém se aproxime com grande cordialidade, será rejeitado porque ele precisa provar sua idéia; está muito comprometido com ela!

E pouco a pouco todos se tornarão seus inimigos.

Por isso, observe bem o que pensa e o que deseja… Observe a sua mente.

Você está constantemente criando o que vai colher da sua vida… Quer chova ou faça sol.

Se é assim, melhor que faça sol, não é mesmo?

OSHO

Sonhe, mesmo que pareça ser impossível aos olhos dos outros – Katia Di Giaimo

Achei linda essa propaganda da Samsung, através de um simulador de voo um avestruz vislumbra a possibilidade de voar e começa a sonhar, transforma sua vida dali em diante em tentativas de conseguir aquilo que viu através dos seus olhos.

Sem descanso inicia uma jornada incansável nessa busca, me igualei ao avestruz na minha jornada espiritual, alguns me olham como se eu fosse doida….rs….o olhar dos avestruzes para o louco que queria voar era de incredulidade e as vezes noto esses olhares para mim….kkkk…

Mas, o olhar dele através daquele simulador vislumbrando a possibilidade de alçar voo, sobrepaira qualquer julgamento.

O que é uma coisa comparada com a outra?

Sabemos que é possível, quando conseguimos ter vislumbres da espiritualidade, mesmo que pequenos lampejos, sabemos que ela está lá pulsando e aguardando nosso bater de asas, nosso voo acima das nuvens, acima do grande universo.

Quando temos a certeza absoluta que estamos no caminho certo, não há nada, nem ninguém que nos impeça de viver esse despertar de consciência, o voo é infinitamente lindo.

Assisti um filme lindo, bem antigo que trouxe uma lição marcante chama-se “O Expresso da Meia Noite” me fez lembrar nesta força de ir contra a massa, numa das cenas o protagonista foi internado em um manicômio onde todos estão girando uma roda num sentido e para não enlouquecer junto com todos ele começa a caminhar no sentido contrário.

Mesmo que ninguém acredite nos seus sonhos, você precisa acreditar porque a força está dentro de você, seus olhos viram essa possibilidade, seu instinto sabe que é possível.

Bata suas asas, mesmo que não voe no inicio, precisa acreditar porque você sabe que é possível.

Fonte: Maicol Vieira