Depoimento de uma Empata – por Maria Maria

Por me sentir diferente e perceber as pessoas e o mundo num nível tão profundo e sentir as mesmas dores e alegrias dos outros desde minha infância, pensava que para eu ser Feliz, eu precisava fazer os que Amo e os que sempre chegam a mim Felizes!

Me doei tanto, me esforcei para ajudar, superei meus limites físicos para auxiliar e por fim adoeci tanto que meus corpos físicos, mentais e emocionais sofreram um desgaste quase que irreparável. Então, acreditei que através do meu exemplo poderia auxiliar muito mais, visto que estava muito doente e seguia sorrindo auxiliando todos que pediam minha ajuda! Me acostumei ao sofrimento e a dor, ao abandono por parte de quem eu auxiliava logo após estarem bem, a solidão e a indiferença de todos com relação às minhas dores e dificuldades! Cheguei a me revoltar, foi então que percebi que todos estavam agindo comigo exatamente como eu agia comigo mesma!!!!

Percebi que eu havia bloqueado o fluxo da saúde, da sorte, da prosperidade, do dinheiro, das conquistas, da felicidade e do amor por não aceitá-los na minha vida, já que para eu ser Feliz, eu me impus uma condição: só posso ser Feliz realmente se eu fizer os que me rodeiam feliz!

Quanta onipotência da minha parte ao tentar fazer todos felizes❗ Quanta sandices e Quanta falta de maturidade❗

Quanta falta de Amor Próprio❗

Com estas atitudes desenvolvi a sorte de todas as doenças como fibromialgia, Lúpus, hérnias de discos, hiperinsulinismo, etc e o pior, desenvolvi alergias e intolerâncias medicamentosas e alimentares‼‼‼

Minha vida ficou muito sofrida, quase insuportável pela dor e a depressão que se alojava❗

Foi então, no fundo do fundo do poço que percebi a necessidade da dor na vida dos outros: trazer o autoconhecimento e a evolução aparar as arestas dos ciclos viciosos❗

Percebi que eu atraíra toda sorte de dores e sofrimento pela minha ingenuidade acreditando que a missão do empata é salvar o mundo ‼‼‼‼

A missão de Todo EMPATA É SALVAR A SÍ MESMO APRENDENDO A CONVIVER NESTE PLANETA, ENTRE DORES E ALEGRIAS, DA MELHOR FORMA POSSÍVEL, BUSCANDO O EQUILIBRIO AO DEMONSTRAR A GENEROSIDADE, A SENSIBILIDADE E O AMOR SEM NOS TORNARMOS VÍTIMAS DOS OUTROS E NEM DE NÓS MESMOS, APRENDENDO A ESTABELECER LIMITES SAUDÁVEIS PARA TUDO ❣

Pois assim conseguiremos auxiliar de forma correta os outros, respeitando o livre arbítrio de cada um e tendo a certeza que aprendemos pelo Amor ou pela Dor, porque Cada Um Tem o TEMPO CERTO para Despertar ❣😉😊

Por: Maria Maria

Feliz Natal Empatas – Por Katia Di Giaimo

Queridos Empatas, Sensitivos, Esponjas e todas as pessoas que estiveram comigo este ano, somos auxiliares dos espíritos de Deus, da luz, das forças do bem.

Somos pessoas do bem que estão a serviço do mundo, transformando energias negativas em positivas….

Que possamos ter um natal de muito amor, paz, abençoando e auxiliando mais e mais pessoas no despertar da consciência…

Essa é a nossa batalha e tarefa aqui na terra, amar, compreender, curar, ensinar…

Sabemos que a alma humana está caminhando inconsciente na vida e quando conseguimos auxiliar neste despertar, damos nossas mãos e somamos com Deus nesta tarefa existencial.

Feliz àqueles que conseguem se desprender de si mesmos para auxiliar nossos irmãos menos afortunados queira na pobreza física, emocional, mental ou espiritual.

Que nosso caminho seja sempre de retidão, não se perdendo nas vaidades da vida, ou afundando no lodo que tenta nos prender pelos pés …

Quem trabalha na luz está sempre sofrendo ameaças invisíveis das trevas…

Que aja sempre o discernimento entre o bem e o mal, dentro e fora de nós.

Que o nosso mundo emocional esteja sempre em paz para conseguir avaliar tudo o que nos envolve e que possamos continuar o caminho para o trabalho a ser realizado da melhor maneira em benefício daqueles que já são tão carentes de luz e força espiritual.

Envolvo todos vocês neste carinho, não só no dia de hoje ou Natal e Ano Novo, mas em toda a nossa jornada aqui na terra.

Muita paz, luz e vibrações positivas

🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻

Empatas – Embates Energéticos – Katia Di Giaimo

Os embates energéticos ocorrem em nosso dia a dia, quase sempre nos vemos em “pequenas ciladas” cotidianas, precisamos estar atentos para não entrar nestas dinâmicas energéticas e situações bélicas.

Algumas vezes esses conflitos acontecem por pura troca de força, somos meio irracionais as vezes, nosso ser primata ativa uma força para ver quem é o melhor, quem duela mais e medem forças para ver quem é o vencedor, através de futebol, religiões, trânsito, política, entre outros e as pessoas acabam realmente discutindo para ver qual é o ego que irá ganhar.

É incrível ver o quanto podemos ser primatas neste sentido, disputando forças que não levarão a nada, nem a lugar nenhum.

Mas deve partir de cada um de nós, esse equilíbrio, essa inteligência silenciosa de evitar discussões por pura perda de tempo, ou prejuízo energético.

Que a nossa postura diante de fatos bélicos possa ser de doação de energia e harmonia, que jamais possamos contribuir para os Embates Energéticos.

Fujam deles!!!

Empatas | Sensitivos | Médiuns Esponja, agradecem a harmonia dos ambientes e pessoas…

Pensem nisso!

 

Estude, você vai precisar – por Katia Di Giaimo

Quando se tem parapsiquismo e não tem o conhecimento necessário, neste caso o “ESTUDO”, a leitura, não existe fórmula mágica da espiritualidade para encontrar em você as respostas necessárias, é como ir a uma biblioteca e não encontrar o livro que estava procurando.

Melhor ainda é encontrar o livro, mas ele não ter conteúdo, ou as letras terem se apagado.

Algumas pessoas procuram centros espíritas, querendo que os centros façam milagres, querem que os centros lhes coloquem poderes mágicos que as façam ter “superpoderes” e as façam ser “super médiuns”, que os espíritos façam lindas explanações da espiritualidade, mas elas não leem nada a respeito do mundo espiritual.

Não existe mágica na espiritualidade, se nós não fizermos a nossa parte, nossos amigos espirituais não conseguirão fazer comunicação através de um médium que não sabe absolutamente nada da espiritualidade.

A não ser que ele se torne uma marionete, um boneco ventríloquo, e aí, existe um grande perigo neste tipo de mediunidade, pode se tornar alvo de espíritos obsessores.

Nossos amigos espirituais / amparadores encontram então outras pessoas mais gabaritadas para o trabalho a que estão pretendendo, porque eles trabalham com pessoas que também se esforçam aqui.

Não é nada milagroso, é tarefa, é trabalho árduo dos dois lados, nos dois mundos.

Então, quando você se propõe a estudar,  e se coloca a disposição da espiritualidade não como curiosidade, mas com a seriedade que  eles necessitam, o amparo se faz presente e um mundo que era invisível se descortina para aquele que resolve realmente aprender, estudar.

O amparo vem como uma avalanche, você começa a querer devorar livros e adquirir conhecimentos.

E você se pergunta porque perdeu tanto tempo, o que estava fazendo até agora que não leu e não aprendeu o que precisava?

Se não fosse pela Empatia, talvez não tivéssemos chegado até aqui, não tivéssemos sofrido na pele, se não sentíssemos o outro como o Empata / Sensitivo / Médium Esponja faz tão bem e naturalmente, talvez nem tivéssemos notado o outro, mas por incrível que pareça nós sentimos em nós, e sabemos o que eles passam e por este motivo viemos assim, para descobrir através do outro quem NÓS verdadeiramente somos.

Dentro de você, existe uma memória de várias existências já vividas, para ter acesso a elas, precisará se libertar de muitas coisas, começando pelas vitimizações, passando pelos egocentrismos e se libertando das vaidades, descobrir quem você foi não para se valorizar e se vangloriar, mas para remendar a colcha envelhecida, para consertar os buracos que ficaram abertos, e quem sabe resolver traços que ficaram mal resolvidos lá atrás, e que hoje você tem condições de consertar.

Bendita empatia!

Saulo Calderon responde minhas perguntas

Neste vídeo Saulo responde duas perguntas minhas, sobre as Pessoas Empatas e sobre a Ectoplamia e a saúde, adoro as explicações dele e compartilho com vocês os trechos de duas FAQs que postou.

Aqueles que não conhecem o Saulo Calderon, tem um trabalho lindo na internet, tudo de forma gratuita sobre Projeção Astral e foi com ele que aprendi muitas coisas, fala de espiritualidade com simplicidade de forma adorável.

Aconselho conhecerem o canal do Saulo Calderon, deixarei um link abaixo  para que possam acessar e conhecer o belíssimo trabalho que faz.

Se quiserem assistir as FAQs na íntegra encontrará no YouTube, são as de número 339 e 382, todos os assuntos abordados são excelentes.

Fica a minha dica neste feriadão de finados.

E vocês, já fizeram as suas preces para os antepassados?

Gratidão eterna, pois graças a eles que nos antecederam estamos aqui, cumprindo a nossa missão de vida.

Namastê!!!

site do Saulo Calderon: http://www.viagemastral.com

Links das faqs na íntegra:



Fonte: https://www.youtube.com/user/saulocalderon

Limite do Assistido – Malu Balona

Não há motivo para convencimento aqui, no ser EMPATA, acredite, não há “especialidade”…nem ser especial, apenas há um dom de ler o outro de forma a ajudá-lo, pense na empatia como forma de assistência, pense que através da assistência você poderá modificar essas sensações que sente.

De qualquer forma, se viemos com esta configuração, porque viemos assim já pensou nisso?

Porque sentir as pessoas de forma tão perfeita?

Sentir com nosso sentimento e até com nosso corpo físico?

Será que não é para termos uma leitura do que o outro está realmente sentindo e poder vestir-se do outro, para então encontrar o “medicamento” certo para auxiliá-lo?

Resta-nos compreender como e quando amparar, qual dose devemos colocar em cada auxilio que fizermos.

Mais uma explanação sobre os assistidos, para quem é empata, sensitivo ou médium esponja, vale ter o foco na assistência espiritual e mais ainda a compreensão de que ajudando o próximo nos fortalece e modifica muito nosso padrão vibratório.

Trabalhar energeticamente é tarefa constante, mas dar assistência ao outro é requisitar trabalho mais elaborado do alto, auxilio específico e de alto padrão.

Quando evocamos esse auxílio do alto em assistência espiritual, somos amparados  por uma equipe extra física.

Na Tertúlia de Málu Balona 3402 em Limite do Assistido, ela fala algo que vou guardar por muito tempo.

O auxílio ao outro se resume no contexto abaixo:

HÁ QUEM PODE E NÃO QUER

HÁ QUEM QUER E NÃO PODE

HÁ QUEM NEM PODE E NEM QUER

E HÁ QUEM NEM SABE O QUE QUER

Vale a pena assistir o recado que esta grande pesquisadora e autodidata da conscienciologia nos passa.

Fonte: Tertuliarium

Você acredita na existência de vida após a morte? – Katia Di Giaimo

Quantas vezes não questionamos de onde viemos e para onde estamos indo, ou ainda qual o sentido da vida?

Ao ler o texto abaixo fiquei pensando no quanto somos descrentes, que sempre precisamos ver para crer…experimentar para ter certeza.

O milagre da vida física é tão maravilhoso, quanto a eternidade do espírito.

Quantas experiências já tivemos e trazemos guardadas em nossa consciência por vidas e vidas?

Somos a somatória de todas elas, unidas numa só consciência.

E quando você tem certeza de que a vida continua, tudo fica mais simples e leve, a vida em si parece ter uma proporção e grandeza muito maior.

Esse texto me fez pensar no meu círculo de amizades e até de parentes próximos, nem todos acreditam, pareceu muito com a “conversa” destes dois bebês no ventre da mãe.

Por mais provas que existam de experiências de projeção ou viagem astral, EQMs – experiências de quase morte, TCI – transcomunicação instrumental, ou tantas provas que já existem, as pessoas continuam duvidando da vida após a morte.

Eu falo brincando que se Jesus voltasse realmente à terra, muitos iriam dizer que é Fake News…

Então fica um cantinho reservado aqui dentro da minha consciência e meu coração, a certeza e a confiança que ao partir da terra, há um outro lugar nos aguardando…

Pessoas que nos antecederam nesta viagem, vivas em espírito torcendo pela nossa vitória nesta jornada terrestre.

Muita paz, luz e vibrações positivas 🙏🏻🙏🏻🙏🏻


No ventre de uma mãe havia dois bebês. Um perguntou ao outro:

“Você acredita em vida após o parto?”

O outro respondeu: “É claro. Tem que haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que virá mais tarde.”

“Bobagem”, disse o primeiro. “Não há vida após o parto. Que tipo de vida seria esta?”

O segundo disse: “Eu não sei, mas haverá mais luz do que aqui. Talvez nós poderemos andar com as nossas próprias pernas e comer com nossas bocas. Talvez teremos outros sentidos que não podemos entender agora.”

O primeiro retrucou: “Isto é um absurdo. Andar é impossível. E comer com a boca!? Ridículo! O cordão umbilical nos fornece nutrição e tudo o mais de que precisamos. O cordão umbilical é muito curto. A vida após o parto está fora de cogitação.”

O segundo insistiu: “Bem, eu acho que há alguma coisa e talvez seja diferente do que é aqui. Talvez a gente não vá mais precisar deste tubo físico.”

O primeiro contestou: “Bobagem, e além disso, se há realmente vida após o parto, então, por que ninguém jamais voltou de lá? O parto é o fim da vida e no pós-parto não há nada além de escuridão, silêncio e esquecimento. Ele não nos levará a lugar nenhum.”

“Bem, eu não sei”, disse o segundo,” mas certamente vamos encontrar a mamãe e ela vai cuidar de nós.”

O primeiro respondeu: “Mamãe, você realmente acredita em mamãe? Isto é ridículo. Se a mamãe existe, então, onde ela está agora?”

O segundo disse: “Ela está ao nosso redor. Estamos cercados por ela. Nós somos dela. É nela que vivemos. Sem ela este mundo não seria e não poderia existir.”

Disse o primeiro: “Bem, eu não posso vê-la, então, é lógico que ela não existe.”

Ao que o segundo respondeu: “Às vezes, quando você está em silêncio, se você se concentrar e realmente ouvir, você poderá perceber a presença dela e ouvir sua voz amorosa lá de cima.”

Este foi o modo pelo qual um escritor húngaro explicou a existência de Deus.

O que você está plantando?

Um antigo provérbio diz: “Se semeio urtigas, não posso colher rosas”.

É através das minhas ações que o mundo reage a mim.

Elas plantam as sementes do meu futuro.

Se tenho atitudes raivosas, obtenho respostas raivosas.

Se desempenho ações pacíficas, os resultados são pacíficos.

É através das ações que eu crio fortuna ou infortúnio.

Deveríamos deixar que todas as nossas ações fossem para edificar ao invés de violentar.

Brahma Kumaris