Que possamos ser como a água

A Água é submissa, mas a tudo conquista.

A água extingue o fogo ou, diante de uma provável derrota, escapa como vapor e se refaz.

A água carrega a terra macia, ou quando se defronta com rochedos, procura um caminho ao redor.

A água corrói o ferro até que ele se desintegre em poeira; satura tanto a atmosfera que leva a morte o vento.

A água dá lugar a obstáculos com aparente humildade, pois nenhuma força pode impedi-la de seguir seu curso para o mar.

A água conquista pela submissão; jamais ataca, mas sempre ganha a última batalha.

Tao Cheng

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.